Nos dias 26 e 27 de junho, integrantes do Projeto Operações de Paz das Nações Unidas (OpPAZ), dos cursos de Relações Internacionais e Direito do UNICURITIBA, participaram do III Encontro Anual da Rede Brasileira de Pesquisa em Operações de Paz (REBRAPAZ).

O evento foi sediado no Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB), no Rio de Janeiro (RJ), com o objetivo de discutir ideias, conceitos e iniciativas derivadas da Action for Peacekeeping (A4P), bem como analisar a declaração de compromissos compartilhados pelos Estados membros.

A abertura do encontro contou com a participação do comandante do CCOPAB, Coronel Marco Antonio Estevão Machado, e da Dra. Eduarda Hamann, do Instituto Igarapé. No mesmo dia (26) iniciou também o Seminário de Pesquisas sobre Operações de Paz, coordenado pela Profª Karla Pinhel Ribeiro, docente do UNICURITIBA, no qual diversas instituições nacionais de pesquisas, como UNICURITIBA, ECEME, PUC-Rio e UFRJ, realizaram apresentações.

As alunas dos cursos de Relações Internacionais e Direito do UNICURITIBA foram destaque nesse seminário e apresentaram os seguintes trabalhos: “A origem conflituosa da República Democrática do Congo e a atuação da MONUSCO na proteção infantil do país”, por Amanda Marchiori de Souza Ramos; “O Relatório Nyakhat como resposta institucional da ONU aos casos de abuso e exploração sexual em missões de paz e reconstrução pós-conflito”, de Barbara Thomas Metzner; “O papel das mulheres em negociações de paz”, de Jacqueline Glasmeyer Bonato;  e “O recrutamento de crianças em conflitos armados: uma análise sob a perspectiva do direito internacional humanitário”, por Gabriela Gonçalves Nogarolli.

Além das reuniões de trabalho com os membros do Comitê Executivo e dos Grupos de Trabalho temáticos, os participantes do evento foram prestigiados com uma palestra exclusiva do representante do Secretariado e do Departamento de Recursos Humanos das Nações Unidas (ONU), de Nova York, Sr. Benjamin Salignat, sobre como ingressar nas Nações Unidas, com a presença do Diretor do Centro de Informações da ONU no Brasil, Dr. Maurizio Giuliano.

No dia 27, renomados nomes brasileiros em Operações de Paz prestigiaram o encontro, distribuídos em painéis de acordo com a atual divisão de Grupos de Trabalho da Rede, para a discussão acerca da iniciativa A4P.

Além do seminário, a Profª Karla coordenou ainda um Grupo de Trabalho com o tema Mulheres, Paz e Segurança.

As operações de paz são a principal ferramenta das Nações Unidas para buscar a paz e a segurança internacionais. Diversos desafios complexos surgem no cenário atual dos capacetes azuis fazendo com que questões políticas e outros fatores externos tenham reflexos na elaboração dos mandatos e interfiram no cumprimento das missões, como acordos políticos instáveis, despreparo de tropas, ameaças e ataques direcionados aos capacetes azuis, desrespeito aos direitos humanos, ataques a civis, entre outros eventos, que impactam diretamente nas operações de paz.

O secretário-geral da ONU encorajou o Conselho de Segurança e os Estados membros a reavivarem o compromisso de alcançar a excelência dos objetivos definidos nos mandatos. Assim, a Resolução 2.436 do Conselho de Segurança, consequência do High-Level Meeting on Action for Peacekeeping e do Cruz Report, atualiza as diretrizes da ONU, norteia a ação da organização diante dos novos desafios e fortalece o compromisso de todos os níveis para garantir a proteção de civis, favorecer o cumprimento dos mandatos e, assim, contribuir para a construção de uma paz duradoura.

A REBRAPAZ foi criada em um contexto de reformas das operações de paz da ONU. Após o evento de lançamento da Rede (2016) e dos Encontros de 2017 e 2018, o III Encontro Anual (2019) deu continuidade a esses esforços para debater aspectos relevantes e atuais da agenda de operações de paz, identificando caminhos que contribuam para o fortalecimento do Brasil neste cenário.

O UNICURITIBA é membro pleno da REBRAPAZ desde 2016.

Para mais informações sobre a REBRAPAZ, clique aqui. E para saber mais sobre o III Encontro Nacional da REBRAPAZ, clique aqui.