O recém-inaugurado Laboratório de Relações Internacionais (LABRI) do UNICURITIBA acaba de lançar, na terça-feira (9), a cartilha “Direitos dos Imigrantes e Refugiados em Tempos de COVID-19”, em português, espanhol, francês, inglês e árabe.

De acordo com a Profa. Michele Hastreiter, responsável pelo Núcleo de Migrações, o objetivo da publicação é contribuir para a difusão de informações direcionadas aos imigrantes e refugiados sobre seus direitos durante a pandemia, bem como instruir a comunidade sobre o tema. Além disso, é o primeiro material produzido pelo LABRI, inaugurado em março de 2020, uma semana antes da suspensão das atividades presenciais. “O LABRI pretende ser uma ponte entre a academia e a sociedade e contará com núcleos nas áreas de Migrações, Comércio Exterior, Simulações e Cenários”, detalha.

“O Núcleo de Migrações, o primeiro a estrear, busca possibilitar ao aluno de Relações Internacionais uma vivência prática na área do Direito Migratório, além de sua relevância social por atuar no apoio à comunidade imigrante em Curitiba. O Núcleo precisou reprogramar suas atividades em virtude da pandemia e, além da elaboração da cartilha, também está envolvido no desenvolvimento de um aplicativo com informações para imigrantes e refugiados sobre sua regularização documental e políticas públicas a que são elegíveis”, complementa a Profa. Michele.

Acadêmicos de diversos períodos do Curso de Relações Internacionais participaram da elaboração da cartilha, entre eles a aluna Brenda Kauane das Neves Ferreira, do 8º Período. “Fizemos isso justamente pela dificuldade de 'acesso' às informações, pois, embora disponíveis na Internet, estão sempre dispersas. Assim, compilamos tudo que achamos necessário aos refugiados, solicitantes de refúgio e imigrantes, com especial enfoque nas necessidades durante a pandemia, pois eles precisam ter seus direitos assegurados em todos os momentos. Além disso, traduzimos as informações para os idiomas nativos dos países de origem do maior número de imigrantes e refugiados presentes em nosso país atualmente”, explica Brenda.

Confira a cartilha “Direitos dos Imigrantes e Refugiados em Tempos de COVID-19”, em todos os idiomas, aqui.