Ânima Educação promove 2ª edição de formação gratuita para docentes negros

Programa é voltado para professores que se autodeclaram pretos e pardos e desejam lecionar nas Instituições do Ecossistema Ânima, entre elas o UniCuritiba

Após o sucesso da 1ª edição da formação gratuita do curso “Tendências para a Docência no Ensino Superior”, exclusiva para profissionais negros – pessoas que se autodeclaram pretas ou pardas, realizado em dezembro do ano passado, com 175 docentes negros de todo território nacional, a Ânima Educação, por meio do Instituto Ânima, anuncia a segunda edição do programa. As inscrições estão abertas e vão até 24 de junho. Os interessados devem preencher o formulário disponível em https://www.sympla.com.br/curso–desenvolvimento-docente-e-tendencias-da-educacao__1244801

A iniciativa integra o Ânima Plurais, grupo de atuação dedicado a fortalecer e construir um conjunto de políticas e frentes de trabalho que tem como objetivo tornar a companhia ainda mais diversa e inclusiva. A formação pretende desenvolver competências pedagógicas consideradas essenciais para suas instituições de ensino para que novos docentes pretos e pardos estejam ainda mais preparados para lecionar. A partir do curso, haverá uma seleção para a criação de um banco de talentos negros para futuras contratações nas Instituições do Ecossistema Ânima, entre elas o UniCuritiba.

“O curso foi elaborado com um modelo para estudos autônomos, em que o futuro docente administrará seu próprio ritmo de aprendizagem, uma das competências essenciais para o docente contemporâneo. E que faz parte da proposta inovadora de ensino das instituições do Ecossistema Ânima. Ao ofertar essa oportunidade para professores negros de todo o Brasil, vamos iniciar um movimento de contratação de novos talentos que vai na contramão do histórico embranquecimento do corpo docente do ensino superior brasileiro”, destaca Leonardo Drummond Vilaça, Líder de Formação Docente do Instituto Ânima e membro do grupo Ânima Plurais, dedicado a promoção da diversidade da Ânima Educação.

O curso possui carga horária de 20 horas, com materiais e atividades disponibilizados em ambiente virtual de aprendizagem, e também com três webinários ao vivo, que ficarão gravados e podem ser acessados a qualquer hora pelos futuros docentes. Além disso, o programa abordará os temas por meio de metodologias ativas de aprendizagem e tratará de questões como ‘Docência, Identidade Profissional e Diversidade na Sala de Aula’, ‘Currículo Integrado e Organização pelo EPC (Ensino para Compreensão)’ e ‘Planejamento de Experiências de Aprendizagem em Dupla de Professores’.

As atividades são ministradas por docentes que se autodeclaram pretos e pardos que lecionam nas instituições da Ânima. A professora Jancleide Goes, Coordenadora dos Projetos e Pesquisas em Diversidade da organização, exalta a relevância desta iniciativa. “É importante que institucionalmente, nós estejamos preocupados com essa pauta. Eu, como uma pessoa preta, vejo essa iniciativa como uma possibilidade de avançar em questões estruturais que muitas vezes ceifam nossas oportunidades. Ter um espaço ativo, com pessoas engajadas que pensam em ações como essas faz com que a gente cresça e avance de uma forma disruptiva em direção a uma equidade efetiva dentro das instituições privadas, sobretudo nos cargos de poder e nos espaços discursivos que estão em maior evidência.”

Sobre a Ânima Educação

Com o propósito de ‘Transformar o Brasil pela Educação’, a Ânima Educação é a 4ª maior organização educacional privada do País em número de estudantes e a 3ª em receita líquida, com um portfólio de marcas valiosas e um dos principais players de educação continuada na área médica. A companhia é formada por uma comunidade de aprendizagem com cerca de 350 mil pessoas, composta por mais de 330 mil estudantes e 18 mil educadores, distribuídos em 16 instituições de ensino superior. Está presente em 12 estados, nas regiões Sudeste, Sul, Nordeste e Centro-Oeste, e em quase 550 polos de ensino digital por todo o Brasil. Integradas também ao Ecossistema Ânima estão oito marcas especialistas em suas áreas de atuação, como HSM, HSM University, EBRADI (Escola Brasileira de Direito), Le Cordon Bleu (SP), SingularityU Brazil, Inspirali e Learning Village, primeiro hub de inovação e educação da América Latina, além do Instituto Ânima.

Em 2021, a Ânima foi destaque no Guia ESG da revista Exame como uma das vencedoras na categoria Educação. Em 2020, foi reconhecida como uma das cinco Empresas mais Inovadoras do País, na categoria Serviço, de acordo com o Anuário de Inovação do Valor Econômico; e conquistou, em 2019, o prêmio Mulheres na Liderança, na categoria Educação, iniciativa da ONG Women in Leadership in Latin America (WILL). Desde 2013, a companhia está na Bolsa de Valores, no segmento de Novo Mercado, considerado o de mais elevado grau de governança corporativa.