Estudantes do UniCuritiba se classificam para a mais importante competição mundial de direito humanos

Apenas três instituições de ensino superior do Brasil conseguiram vaga na 13ª edição da Nelson Mandela World Human Rights Moot Court Competition, simulado promovido pela ONU em parceria com a Universidade de Pretória

O UniCuritiba – instituição de ensino superior que faz parte da Ânima, uma das principais organizações educacionais do país – vai representar o Brasil na 13ª edição da Nelson Mandela World Human Rights Moot Court Competition. Neste ano, além do Centro Universitário Curitiba, apenas a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA) conquistaram uma vaga para a segunda etapa da competição.

Professora de Direito Internacional Público e Direitos Humanos do UniCuritiba, Priscila Caneparo coordena o grupo Clínica de Direito Internacional, que irá representar a instituição. “Participamos desde 2018, mas o resultado desta vez foi surpreendente. Nesta edição, mais de 200 universidades de todo o mundo se inscreveram e apenas 37 passaram para a fase oral. Destas, apenas três são brasileiras e nós estamos entre elas”, comemora.

As estudantes de Direito Bruna Kieper e Clara Teixeira, oradoras da equipe, já iniciaram os preparativos para a apresentação, que neste ano, em função da pandemia, será virtual. A primeira etapa, explica a professora, é a elaboração de memoriais por escrito. O trabalho começou em janeiro e foi finalizado em abril, com a divulgação dos selecionados. Em julho, as estudantes farão a apresentação oral em inglês para uma banca avaliadora. A temática deste ano é lockdown, direitos políticos e pandemia.

Considerada o mais importante simulado sobre direitos humanos do mundo, a Nelson Mandela World Human Rights Moot Court Competition é organizada pelo Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, uma seção do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), e pela Universidade de Pretória, da África do Sul.